Qual câmera devo comprar?

 “Qual câmera devo comprar?”

qual câmera comprar

Essa é uma pergunta que todos se fazem quando começam a se interessar por fotografia. Geralmente gastamos um tempo danado pesquisando em sites, lendo reviews de equipamentos, perguntando para conhecidos… e por aí vai. Quando comecei a levar a fotografia mais a sério também me fiz essa pergunta. E como muitos amigos e colegas chegam e falam: “que câmera devo comprar?”, achei legal relacionar aqui o que levar em conta na hora de escolher um equipamento. Para começar te faço duas perguntas para nortear sua decisão:

  1. O que você quer fotografar?
  2. Qual o uso que fará de suas imagens?

*Atualização (Julho/2016): Fiz um vídeo para esclarecer de vez esse grilo de equipamento. Está logo abaixo no artigo… 

qual câmera comprar

Não me olhe com essa cara… 😀 É fundamental que você tenha isso em mente. Sabendo disso já pode considerar meio caminho andado. Ah, e lembre-se do principal nisso tudo:

Não é o equipamento que faz a foto. O mais importante aqui é a pessoa por trás da câmera, e não a câmera em si.

Obviamente que equipamentos melhores (e mais caros) são capazes de produzir imagens com mais qualidade. Porém não é necessário desembolsar uma baita quantia logo de cara. Até porque no começo estamos um pouco empolgados, querendo fotografar de tudo um pouco. Com o tempo, vamos apurando nosso olhar e selecionando o que mais nos identificamos. Com isso criamos nossa identidade e conseguimos saber com mais clareza o que temos paixão em fotografar.

Ok. Esclarecidos esses pontos, vamos ver as categorias disponíveis e o que se enquadra mais a sua necessidade nesse momento.

1- DSLRs

As cobiçadas DSLR (Digital Single Lens Reflex) são aquelas câmeras mais robustas, que chamam a nossa atenção. São formadas por corpo e lente, sendo que as lentes podem ser trocadas (também conhecida por lentes intercambiáveis). Existem diversos tipos de lentes e o importante aqui é entender qual a sua necessidade (para isso lembre-se da pergunta anterior: o que você quer fotografar?). Depois aprofundaremos em lentes, mas por enquanto aposte na básica lente “do kit”, aquela que acompanha a câmera (geralmente uma 18-55mm ou 18-135mm). São lentes ótimas para se começar. Perdem um pouco em qualidade mas são mais baratas, genéricas e por enquanto não se preocupe tanto com a qualidade e sim em achar sua identidade. Aqui você tem muito mais opções de controle e pode explorar sua criatividade para produzir suas imagens. Disponibilizamos um guia gratuito sobre como trabalhar no modo manual, na qual explico os pontos-chave da fotografia. É só colocar seu email nessa página que em instantes você recebe um link para baixá-lo.

Essas câmeras tem um espelho dentro delas e por esse motivo é possível visualizar a imagem real no visor ótico (não no LCD) e com isso ter uma ideia exata do que está formando sua imagem final. Além disso, na minha opinião, dá mais firmeza na hora do disparo quando usamos o visor ótico, já que a câmera fica encostada no rosto e os braços ficam mais firmes por estarem próximos ao corpo. Não fico tentando parar meu braço no ar (coisa que raramente consigo fazer. Descobri que tremo um tanto bom! rs). Claro que no começo estranhei um pouco. Mas só um pouco. Rapidamente me acostumei a colar o rosto atrás da câmera (e fazer uma careta básica pra fotografar!). Imagens sempre dizem mais, então abaixo é possível ver de (forma bem simplificada) como se comporta isso que você acabou de ler:

DSLR legenda

 

Quando você pressiona o botão do disparador a sua cena é captada pelo sensor da câmera, que está ali bem atrás do espelho. (Quando você preciona esse botão, o espelho levanta e a imagem chega ao sensor, sendo captada e gravada em seu cartão de memória).

Entre as DSLRs existem as de sensor cropado e fullframe. Isso significa que elas tem sensores com tamanhos diferentes. Geralmente vemos as lojas anunciarem suas câmeras dando um super destaque para a quantidade de megapixel… Porém, isso está relacionado somente ao tamanho final da imagem impressa. Já o sensor tem uma ligação direta com a qualidade da imagem, pois capta mais detalhes, aceita ISOs mais altos sem apresentar ruído… Simplificando: quanto maior o número de megapixel, maior pode ser a impressão da foto. Já quanto maior for o sensor, mais qualidade terá sua foto.

É nessa hora que esbarramos em um outro detalhe: a qualidade de uma imagem não depende somente do sensor. A lente é a grande responsável por produzir imagens com qualidade superior. O lado bom é que existem muitas opções de lentes e com certeza você vai achar alguma que te atenda.

Outra coisa importante a se entender é que existem diferentes categorias de DSLR para todos os gostos e bolsos. Desde os modelos de entrada (como por exemplo a Canon T3i), passando pelas de ‘médio porte’ como a Canon 70d, chegando nas fullframes (no caso da Canon a família Mark) até chegar no nível ‘hardcore’, como é o caso da Canon 1DX que vale o preço de 1 carro.

Se você está realmente disposto a aprender fotografia, levar seu “hobby” mais a sério, ou mesmo trabalhar com isso, aposte nas DSLRs. Essa com certeza será a opção indicada para você! E quanto a escolher entre as categorias, isso está inteiramente ligado a quanta grana você pode investir. Obviamente que se tiver mais com um orçamento mais apertado, aposte sem medo nos modelos de entrada. Agora, se dinheiro não for o problema, vá para as top de linha. 😀

A grande sacada aqui é investir em lentes. Se a grana estiver curta, opte por um corpo mais ‘baratinho’ e invista em boas lentes. Com o tempo vá trocando por modelos mais robustos. E aprenda a guardar e limpar suas lentes e elas te acompanharão pelo resto da vida! 😀

2 – Mirrorless

As mirrorless tem se tornado mais popular nos últimos anos. Novos modelos surgiram com melhorias significativas em sua qualidade e preço. Se assemelham bastante as DSLRs; você tem opções de controle manual, consegue trocar lentes, tem ótima qualidade de imagem, porém com uma câmera bem menor, mais fina e leve (comparada as DSLRs).

Mirrorless-vs-DSLRDiferente das DSLRs, as mirrorless não tem espelho, como seu próprio nome já diz. Por esse motivo elas são bem menores e por esse mesmo motivo não existe o visor ótico, apenas o LCD. Os sensores das mirrorless estão maiores e melhores a cada lançamento. Novas opções de lentes também estão sendo desenvolvidas pelos fabricantes. A grande diferença para uma DSLR é que a mirrorless não tem a mesma velocidade de disparo, de autofoco e seu desempenho em condições de pouca luz é inferior, o que acaba gerando mais ruído na imagem. (Está em dúvida sobre esses conceitos? Dê uma olhada em nosso guia agora!)

Se você busca por qualidade, liberdade no controle da câmera e praticidade, essa é a opção! São leves, permitem ajustes manuais, tem opções de lentes e cabem na bolsa! Existem até profissionais que trabalham com mirrorless. Como já disse, tudo depende do que você fotografa e do uso que faz da imagem.

canon-mirrorless

3 – Compactas / Smartphones

As câmeras compactas estão cada vez mais perdendo lugar para os celulares. Sim, a cada ano os smartphones ganham câmeras melhores, com mais recursos, mais megapixels, sensores melhores, capacidade de gravar videos em HD, slow motion e por aí a fora. Já levamos o celuar o tempo todo com a gente, então não faz muito sentido carregar mais uma ‘camerazinha’ pra ocupar espaço na bolsa, com uma qualidade similar ou até inferior. A compacta, assim como a câmera do celular, não oferece muito controle. Alguns modelos oferecem algumas opções de ‘setup’, mas são bem “engessadas”. É o tipo de câmera que está com você o tempo todo, que você usa para registrar aqueles momentos do dia a dia, família, seu gato/cachorro fazendo arte, seu filho/a fazendo gracinha, algum flagrante na rua, uma farra com a galera… Enfim, é aquela que está na mão a qualquer hora, mas não oferece uma qualidade assim tãaao boa.  É o tipo de câmera pra se usar com o principal objetivo de registrar o momento, e não em ter uma qualidade top.

smartphone-versus-camera

4 – Superzoom

Essas câmeras são consideradas compactas, mas existem sites onde são classificadas como compactas-avançadas. Alguns chamam de “semi-profissional”, já que são um pouco maiores que as compactas. Digamos que sejam uma compacta que vê mais longe! Como o próprio nome já diz, o diferencial nelas é a capacidade do zoom. Quando falamos de zoom leve em conta o zoom ótico. Esqueça o zoom digital, pois isso é como se você ampliasse a foto no computador e recortasse. Compromete a qualidade e dá uma falsa sensação de zoom. O zoom ótico é aquele que realmente aproxima o assunto, o real trabalho da lente. Essas câmeras geralmente permitem ajustes manuais, porém tem suas limitações. Seus sensores são um pouco maiores do que nas compactas, mas ainda menores que as DSLRs. Mas produzem imagens de ótima qualidade. E sua capacidade de zoom fazem com que fiquem ainda mais interessantes. O Elton mesmo iniciou com uma dessas (a Canon SX40). Ficamos impressionados com o zoom que ela tinha e foi por isso que acabamos nos apaixonando pelas aves. Numa bela tarde de domingo saímos para fotografar e ele tinha acabado de comprar a câmera e começou a testar o zoom numas aves que via bem longe da gente (o objetivo a princípio era explorar o zoom. Elton estava fascinado com aquilo! rs). E assim surgiam mais 2 “birdwatchers” no mundo!

cameras_superzoom

5 – Câmeras de ação

Muito populares hoje, as pequenas câmeras que acompanham a “galera adrenalina”, como a famosa GoPro, essas câmeras fizeram a cabeça de muitos e hoje é a coisa mais comum cruzar com ciclistas com uma no capacete. Ou alguém na praia com uma no bastão. Enfim, lugar e criatividade não faltam para se usar essas câmeras: são pequenas, possuem um case a prova d’água e vários outros acessórios pra você colocar onde imaginar. Elas tem um sensor pequeno e as fotos não são o primor em qualidade. Porém gravam video em HD e tem outras funcionalidades como slow motion com opções de velocidade. Abaixo algumas fotos publicadas no instagram oficial da GoPro:

https://instagram.com/GoPro/

Concluindo

Esses são os principais tipos de câmeras. Existem outros modelos que não se enquadram em nenhuma dessas categorias que citei. Sim, os fabricantes adoram nos deixar confusos e nos cercar por todos os lados para que a gente compre seus produtos de uma forma ou de outra, rs. Por isso deve ter um ou outro tipo que não mencionei aí. Bom, mas o objetivo principal aqui não é te confundir ainda mais e sim esclarecer os principais tipos e para que é indicado.

Depois de tanta informação tenha em mente aquela pergunta do início: O QUE você quer fotografar: sua família, viagens e seu cachorro? Natureza, paisagens, animais? Eventos como aniversários, casamentos? Pretende montar seu estúdio?  Vai utilizar as fotos somente na internet? Ou vai fazer impressões? De que tamanho?  — Comece a se fazer essas perguntas e isso te ajudará na escolha e definição do tipo de câmera mais ideal a você.

qual câmera comprar
George Harrison confuso: qual câmera uso agora?

Se você é como eu vai pensar: mas quero fotografar tudo! (Eu pensei assim quando fui decidir pela primeira DSLR e fiquei como o George na foto ao lado! :D). E até me decidi melhor qual seria meu caminho na fotografia comprei a T3i com a lente do kit (18-135mm) e a querida 50mm f1.8. Acho que fiz uma ótima escolha com esse conjunto. Aos poucos fui me interessando mais por um tema específico e procurei lentes que atendessem essa minha vontade. Por isso, pra não ter erro e nem prejuízo, comece com o trio ‘básico, genérico e barato’ e depois, conforme for aprimorando seu olhar, invista em lentes mais específicas como uma tele, grande angular, macro…

Aqui comentei somente sobre o básico: câmera e lente. Existem outros itens pra você pensar como um flash externo, tripé, cartões de memória, bolsa para acomodar seus ‘brinquedos’, filtros… A lista é infinita. Mas a dica é: não queira comprar dezenas de ítens que você nem conhece direito logo de cara. Comece pelos itens indispensáveis. Menos é mais! 😀

Este é o vídeo que gravei para esclarecer de vez essa dúvida:

Baixe o Ebook [Grátis]: “Equipamento Ideal para Cada Tipo de Fotografia”: https://goo.gl/RH7uUO

Espero que esse post te ajude a escolher melhor e que agora você já saiba qual câmera comprar. Se não, conte quais outras dúvidas você tem que vamos tentar responder nos próximos posts. 😀

Está gostando do conteúdo? Compartilhe! :)

3 Responses

  1. Boa tarde CHRIS
    Queria lhe perguntar se tem alguma opinião sobre a maquina Canon EOS 800D.
    Estou inclinado a adquirir esta maquina, mas gostava de saber a opinião de um profissional.
    Aproveito também para lhe perguntar que lentes devo adquirir para me iniciar no mundo da fotografia. não pretendo ser profissional, apenas tirar umas boas fotos de ferias,viagens que faço e família.
    Agradeço a sua ajuda

    Joaquim Novo

    1. Oi Joaquim! Qto tempo… Precisei dar uma pausa neste projeto do Blog.. Porém, este ano estou retomando! Mas acredito q a essa altura do campeonato vc já deve ter até trocado de equipamento! Espero q continue na fotografia! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da nossa tribo de clicadores!

Preencha seus dados abaixo e vem com a gente!

Picture of Chris Dornellas

Chris Dornellas

Chris é fotógrafa e publicitária e entre uma coisa e outra também cuida desse blog. Quando não está na frente do computador se aventura para algum meio de mato, atrás de novas fotos e histórias. Devoradora de bons livros e chocolate meio amargo, também aprecia uma boa prosa e novas amizades.

Últimos Posts: